LIMINAR GARANTE ATENDIMENTO A PACIENTES

Data: 11/05/2009
Fonte: Agência Estado

Clientes do plano Avimed Saúde continuarão recebendo atendimento médico na rede credenciada contratada até que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) conclua a transferência da carteira para outra operadora. A decisão, em caráter liminar, foi dada segunda-feira pelo juiz Eurico Zecchin Maiolino, da 15ª Vara Cível Federal de São Paulo.

Com problemas financeiros insolúveis, a Avimed não tem condições de atender seus 215 mil clientes. Em fevereiro, a ANS determinou a transferência compulsória da carteira de usuários. Em março, a empresa anunciou a comercialização da carteira para a Itálica Saúde, de São Paulo, mas a operação foi vetada pela ANS.

Se descumprir a decisão, a Avimed deverá pagar multa diária de R$ 10 mil em favor do Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

A ação civil pública contra a Avimed e a ANS para garantir o atendimento dos clientes foi proposta pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), que reuniu relatos de usuários que têm enfrentado dificuldades para obter assistência.

Há uma semana, a ANS publicou três editais de convocação para leiloar a carteira de clientes da Avimed.

Cada um dos editais reúne usuários residentes em três regiões: Baixada Santista, Região Metropolitana de São Paulo (exceto capital) e cidade de São Paulo. O prazo para inscrição no leilão termina amanhã. A Avimed não foi encontrada para tratar do assunto.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tratamento de obesidade mórbida em clínica de emagrecimento pode ser custeado por plano de saúde

Direitos da pessoa com câncer

Beneficiário de plano de saúde coletivo tem legitimidade para questionar rescisão unilateral por operadora