PLANOS DE SAÚDE DÃO INFORMAÇÕES INCOMPLETAS


Data: 9/6/2009
Fonte: Unidas

As operadoras de plano de saúde têm de oferecer, na cobertura obrigatória, quatro novos procedimentos de planejamento familiar. Um deles é a aplicação do DIU hormonal, que previne a gravidez. Esse dispositivo chega a custar R$ 1.300 se colocado fora de convênio.

O Agora ligou para as centrais de atendimento dos planos Green Line, Samcil, Amil, Dix, Intermédica, Marítima, Unimed Paulistana e Medial Saúde para saber se eles já estavam oferecendo a nova cobertura. O teste foi feito nos dias 29 de maio, 1º e 2 de junho. A reportagem pediu informações sobre a implantação do DIU hormonal.

No primeiro dia, a Unimed Paulistana e a Marítima disseram que ainda não tinham a cobertura, mas que poderiam analisar os pedidos. A Green Line não tinha informações sobre os procedimentos.

Já no segundo dia de testes, somente a atendente da Green Line disse que desconhecia a nova cobertura obrigatória. As demais afirmaram já oferecer o DIU hormonal, via prescrição médica. Na Amil/Dix, por exemplo, é necessário fax com o pedido médico e um documento assinado pelo profissional e pelo paciente.

Segundo a Samcil, o programa de planejamento familiar já estava sendo oferecido e incluía o DIU hormonal antes da regra do ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar). A Marítima informou que já tem a nova cobertura, mas que, no momento, o exame que detecta a infertilidade feminina não está sendo coberto. O cliente poderá conseguir a grana de volta por meio de reembolso. A Medial, a Green Line, a Amil e a Dix informaram que oferecem os procedimento. A Intermédica não respondeu.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tratamento de obesidade mórbida em clínica de emagrecimento pode ser custeado por plano de saúde

Direitos da pessoa com câncer

Beneficiário de plano de saúde coletivo tem legitimidade para questionar rescisão unilateral por operadora