Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Judicialização da Saúde - CONBRASS 2013

Imagem
Falando sobre judicialização da saúde no Congresso Brasileiro de Auditoria em Sistemas de Saúde - CONBRASS/2013.




Plano de saúde: solução ou dor de cabeça? Especialista tira dúvidas

Imagem
João Barroca, da Agência Nacional de Saúde Suplementar responde perguntas de usuários no café da manhã do Mais Você 28/10/2013 às 09h17
Atualizado em 28/10/2013 às 09h36 Diretor da Agência Nacional de Saúde tira dúvidas na casa de cristal (Foto: Mais Você / TV Globo)







Se existe um assunto que gera dúvidas e interessa a todos esse assunto é plano de saúde! Quase 50 milhões de pessoas contratam esse serviço hoje no nosso país. O problema é que nem sempre a cobertura atende às expectativas do cliente. Uma pesquisa encomendada pela Associação Paulista de Medicina ao Instituto Datafolha mostrou que 79% dos beneficiários de planos de saúde no estado de São Paulo tiveram algum tipo de problema com o plano nos últimos 24 meses. Com isso, 30% dos clientes acabaram recorrendo ao Sistema Único de Saúde - o SUS - ou a serviços particulares. E como esse assunto é polêmico, Ana Maria recebeu no estúdio o diretor-adjunto da diretoria de produtos da ANS, a Agência Nacional de Saúde Suplementar, João Bar…

Medida da ANS inclui 37 medicamentos orais para o tratamento domiciliar de diferentes tipos de câncer e 50 novos exames, consultas e cirurgias. Confira a lista!

A partir de janeiro de 2014, os beneficiários de planos de saúde individuais e coletivos terão direito a mais 87 procedimentos, incluindo 37 medicamentos orais para o tratamento domiciliar de diferentes tipos de câncer e 50 novos exames, consultas e cirurgias (veja a lista completa no fim do texto). A medida é resultado de consulta pública realizada pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e beneficia 42,5 milhões de consumidores com planos de saúde de assistência médica e outros 18,7 milhões consumidores com planos exclusivamente odontológicos. As novas incorporações foram anunciadas nesta segunda-feira, dia 21,em Brasília, pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, e o diretor-presidente da ANS, André Longo.

Plano de saúde: 79% dos usuários têm problemas

Pesquisa realizada pela Associação Paulista de Medicina (APM) em parceria com o Datafolha e divulgada nesta quinta-feira, 17, constatou que 79% das pessoas que têm planos de saúde enfrentaram problemas ao acionar as operadoras nos últimos dois anos.

A principal reclamação é sobre o atendimento em prontos-socorros, que corresponde a 80% dos problemas relatados. A média de problemas por pessoa é de 4,3.

Além disso, 30% declararam que recorreram ao Sistema Único de Saúde (SUS) ou ao atendimento particular por falta de opções de atendimento no plano de saúde, um aumento de 50% em relação à pesquisa do ano passado.

Foram entrevistadas 861 pessoas com mais de 18 anos que utilizaram planos de saúde nos últimos dois anos.

Mônica Reolom
O ESTADO DE S. PAULO - METRÓPOLE
sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Justiça terá de examinar estado de perigo alegado por mulher que assinou promissórias no pronto-socorro

A Justiça de São Paulo terá de analisar as provas e alegações apresentadas por uma mulher que diz ter sido coagida a assinar notas promissórias em benefício do hospital onde seu marido, vítima de infarto, seria atendido. A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) não aceitou a rejeição pura e simples dos embargos opostos à execução dos títulos e determinou o retorno do processo à primeira instância.

Segundo a Justiça paulista, a mulher se comprometeu a pagar pelos serviços do hospital e não poderia alegar vício de consentimento. No entanto, para a relatora do caso no STJ, ministra Nancy Andrighi, o desequilíbrio entre as duas partes, com clara desvantagem para a mulher diante do hospital, pode caracterizar o estado de perigo – apto, em tese, a anular um negócio jurídico.

Informações ANS - Compra da carteira individual da Golden

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estipulou nesta quarta-feira (09/10) prazo de até 72 horas para a operadora Unimed Rio solucionar os problemas averiguados depois da compra da carteira de planos individuais/familiares da Golden Cross. O levantamento de reclamações dos consumidores ocorreu em todos os estados brasileiros pelos núcleos da ANS, pelo Disque ANS e outros canais disponibilizados ao consumidor. A aquisição foi aprovada pela ANS mediante uma série de compromissos assumidos pelas duas operadoras. A Agência está monitorando a transição, que não pode trazer prejuízo ao consumidor.
As reclamações mais frequentes que chegaram à ANS desde o dia 1º/10/2013, data em que passou a valer a alienação da carteira de individuais/familiares da Golden Cross para a Unimed Rio, foram: desmarcar exames/consultas/procedimentos previamente agendados, não emissão da carteirinha pela Unimed Rio, não emissão de boletos de pagamento, call center com prolongado tempo de espera ou nenhum a…

Justiça decide que plano de saúde deve fornecer tratamento domiciliar

A juíza Priscilla Buso Faccinetto, da 40ª Vara Cível do Foro Central da Capital, deferiu, no último dia 25, pedido de tutela antecipada e determinou que uma operadora de plano saúde forneça atendimento pelo sistema home care para uma menina portadora de meningomielocele. 

De acordo com o relatório médico, a autora é portadora de doenças graves e, por esse motivo, seu médico solicitou o serviço de home care como alternativa à internação hospitalar, de forma menos custosa para ambas as partes. 

Ao julgar o pedido, a magistrada entendeu estar presente o perigo da demora em razão da frágil condição de saúde da autora e em razão disso, deferiu o pedido de tutela antecipada “para determinar que a operadora forneça o atendimento pelo sistema home care para a autora (com enfermagem 24h por dia), de acordo com o pedido médico, no prazo de 48 horas, sob pena de multa diária de R$10 mil”. 

Processo nº 1072086-89.2013.8.26.0100

TJSP

segunda-feira, 07 de outubro de 2013

Congresso livra planos de saúde de cobrança bilionária

Com apoio do governo, o Congresso Nacional livrou as administradoras de planos de saúde de uma cobrança bilionária do PIS/Cofins, graças a um dispositivo incluído na Medida Provisória (MP) 619, aprovada na noite de terça-feira.

Além de ser liberado de pagamentos sobre o passado, o setor ganhou outro benefício, que terá impacto daqui em diante: a base sobre a qual os tributos incidem foi reduzida em 80%.

Cliente de plano de saúde não deve pagar a mais por atendimento fora do horário comercial

O hospital não pode cobrar valores adicionais dos pacientes conveniados a planos de saúde por atendimentos realizados pela equipe médica fora do horário comercial. A decisão é da Quarta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar recurso interposto pelo Ministério Público de Minas Gerais contra cinco hospitais particulares e seus administradores.

Planos de Saúde Individuais e Familiares - Jornal da Cultura - 30/09/2013

Minha participação no Jornal da Cultura de ontem, 30/09/2013, acerca da matéria jornalística sobre planos de saúde individuais e familiares.